terça-feira, 14 de julho de 2015

Dia 9: Diário de uma dieta por mim...

Forças renovadas!

2a semana começou ontem e até aqui estou feliz por conseguir segurar o compromisso!

Minha maior impressão da 1a semana é que achava não ser capaz de resistir aos doces e ansiedade de me manter comendo o tempo todo, hoje nem acredito que isso não chega nem a ser uma preocupação assim tão constante pra mim.

Lógico que precisei ter muita concentração e força de vontade pra chegar até aqui, mas devo muito mais ao compromisso que firmei comigo mesma e com este blog e, sem sombra de dúvida a força e energia que tenho recebido do pessoal que me seguem ao longo desta semana!

Pessoal, o meu SUPER obrigado a todos.

Bom, a 2a semana começou e chegou com tudo pra mim... com visitas em casa e com este friozinho, fomos a Campos do Jordão novamente pra levar os convidados pra se deliciarem com os pratos maravilhosos e aquele chocolate quente espetacular...

Posso dizer que não segui a dieta com tanto rigor e me permitir degustar de uma parmegiana com arroz e fritas, sem sobremesas nem refrigerante.

No final do dia com muito frio tomei 1 chocolate quente voltei pra casa e encerrei meu dia com chá de Hibisco, cavalinha, cravo, canela e gengibre, afinal já havia arrebentado com a dieta no almoço.

Fiquei com receito de não conseguir segurar a boca depois disso mas uma coisa eu afirmo aqui com toda segurança... o fato de comer o que tive vontade na hora do almoço, mesmo sendo fora da dieta, só me mostrou que eu posso sim ter controle das minhas refeições e fazê-las com consciência.

Dormi bem sem estar com sensação de estufada ou de estomago cheio e pronta pro que vier após isso!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Dia 8: Diário de uma dieta por mim...

Dia de pesagem e medidas.

A primeira semana terminou e chegou a hora de saber se todo o sacrifício esta valendo a pena...
Acordei pela manha tomei um banho relaxante, tirei a foto de lingerie pra guardar e comparar, peguei fita métrica, subi na balança e pra minha agradável surpresa, o resultado desta 1a semana foi:

- 1,100 kg na balança
- 5 cm na cintura
- 3 cm no quadril
- 3 cm no busto

Fiquei mega feliz e super energizada pra continuar o step 2.

Tomei café como todos os dias e fui comemorar em Campo do Jordão com a família.
Consegui me segurar muito bem em Campos até porque com o resultado da balança não tinha como enfiar o pezão na jaca né?

Estava super frio em Campo mas somente 1 chocolate quente foi o que me permiti.
Terminei o dia com uma sopinha e sucesso!



Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...
4. Dia 3: Diário de uma dieta por mim...
5. Dia 4: Diário de uma dieta por mim...
6. Dia 5: Diário de uma dieta por mim...
7. Dia 6: Diário de uma dieta por mim...
8. Dia 7: Diário de uma dieta por mim... 

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Dia 7: Diário de uma dieta por mim...

Hoje foi o 7a dia de dieta...

amanhã é dia de pesagem da 1a semana e antes mesmo de saber o resultado, resolvi listar os benefícios que percebo até o agora:

- 1 semana sem comer doces, chocolates e afins;
- 1 semana sem tomar refrigerantes;
- 1 semana sem frituras ou alimentos gordurosos;
- ansiedade super controlada
- sensação de bem estar e ausência de inchaço abdominal;
- alto-estima super elevada;
- nível de comprometimento: ALTO

Se reparar bem, em nenhum momento da minha lista eu coloco que alguma roupa deixou de ficar apertada, ou que consegui entrar naquela calça que não servia ou coisa assim... todas elas estão relacionadas a conquistas pessoais que vão além de algumas gramas ou quilos...

Aproveitei pra dar uma espiadinha no livro "Quem disse que comer engorda" da Dra Paula Cabral onde ela diz:

"Enquanto a sua postura for passiva em relação à necessidade de fazer a sua parte, o seu desejo de emagrecer será um sonho, não uma meta!"

Assumi a postura de tornar minha necessidade de emagrecer uma meta e não um sonho! Deixo pra ter sonhos a respeito de viagens tipo aquela que quero fazer ao Sul da França ou para a Grécia, Dubai...

Hoje emagrecer é minha meta!

Por isso, aproveitei a tarde pra conversar com minha amiga Aline que emagreceu 16 quilos nos últimos 6 meses pra buscar inspiração. Foi uma conversa super energizante e peguei umas super dicas de como caminhar na 2a semana da dieta.

Estou pronta pra encarar o valor da balança sem me preocupar com ele, o que mais me importa é manter a meta e seguir pro step 2 da dieta. Na primeira semana foquei em cortar os alimentos que achei não viver sem como: doces, chocolates, sobremesas, refrigerantes, frituras e gorduras.

Na fase 2 vou cortar a quantidade de alimentos que estou ingerindo e começar a substituir o jantar por shake, tapioca ou omelete.

Já na fase 3 vou focar na introdução de algum exercício físico tipo caminhadas e, acredito que minha luta maior será estar em dieta nos Estados Unidos. Ah mencionei que já arrumei um parceiro no propósito de não comer toda gordice que encontrarmos? Aguarde...

Bom no que diz respeito a alimentação de hoje, tomei café da manhã em casa por volta das 8hrs mas meu pão de aveia e linhaça acabou então pra não ficar sem tomar café, comi pão branco mesmo, mas percebi que na hora do almoço, estava com mais fome que nos outros dias e cheguei a ter alguns momentos de ansiedade ao longo do dia... optei pelo chá de Hibisco nos momentos de pico da ansiedade e sobrevivi.

Cheguei em casa e jantei aquele antepasto de beringela que mencionei no post anterior.

Fui pra cama cedo afinal e preparar para a pesagem amanhã...



Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...
4. Dia 3: Diário de uma dieta por mim...
5. Dia 4: Diário de uma dieta por mim...
6. Dia 5: Diário de uma dieta por mim...
7. Dia 6: Diário de uma dieta por mim...

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Dia 6: Diário de uma dieta por mim...


Nem acredito que estou caminhando pra fechar a 1a semana desde que assumi o compromisso desta dieta... sei que é pouco mas é o máximo de tempo que me lembro ter dedicado a uma dieta na minha vida.

Nem comentei mas comecei a tomar aquele chá de Hibisco com cavalinha, cravo, canela e gengibre que tem a função de ser diurético - como todo chá - mas também pelo fato de conter, canela e gengibre ajuda a acelerar o metabolismo o que ajuda a queimar calorias - uhull!!

O sabor do chá é muito gostoso e deve ser tomado "morno" pra aproveitar todos os benefícios das ervas envolvidas.



Bom de volta ao meu dia... tomei café da manhã em casa - o que já esta virando um hábito - percebo que o pão de aveia e linhaça, além de ser um dos únicos que tem 7,0 grs de fibra, contém 4,4 grs de Inulina que é altamente Prebiótica - a Inulina é encontrada na Chicória e tem uma função super importante pro nosso organismo de ajudar na flora instestinal promovendo o crescimento de Probióticos.

     

Peraí, você ja deve estar se perguntando... probiótico, prebiótico o que é isso? Até parece que você esta em dúvida de como se escreve corretamente...

Bom, vou aproveitar pra explicar que ambos estão corretos e que na verdade são coisas diferentes mas diretamente relacionados.

Probióticos são suplementos alimentares, rico em microorganismos vivos, que trazem benefícios através da melhora do balanço microbiano intestinal (flora intestinal)

Prebióticos são alguns tipos de fibras alimentares não digeríveis pelo nosso corpo. Estimulam o crescimento da flora intestinal.

Ou seja os prebióticos alimentam os probióticos e nosso intestino funciona muito bem obrigado :)

Deixando a teoria de lado quando como este pão, sinto que a ansiedade fica mais controlada e consigo aguentar mais tempo sem fome, o outro benefício que sinto esta relacionado com aquele problema que 75% das mulheres sofrem... intestino preso, aff dói só de pensar!

Antes de ir embora pra casa, um amigo que já foi chef na Europa (chique né?) me ofereceu um antepasto de beringela curtida no vinagre que estava dos deuses.... lógico que a janta estava garantida e nem preciso dizer que maravilha foi comer uma coisa tão gostosa e de baixa caloria.

Fechei a noite com uma bela xícara de chá de hibisco e uma cama super quentinha pra encarar mais um dia nesta batalha!



Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...
4. Dia 3: Diário de uma dieta por mim...
5. Dia 4: Diário de uma dieta por mim...
6. Dia 5: Diário de uma dieta por mim...

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Dia 5: Diário de uma dieta por mim...

Final de semana acabou e estou satisfeita por conseguir passar sem muita extravagância. Comecei a semana bastante energizada, acreditando que se continuar firme neste propósito talvez isso dê certo.

Aproveitei que de 2a feira eu entro mais tarde, pra tomar cafe em casa e garantir que não cairia em tentação na hora que a fome me alcançasse.

Na hora do almoço estava tranquila e almocei no refeitório da empresa, comecei a me incomodar com a quantidade de comida que ainda coloco no meu prato. Sei que procuro colocar bastante salada mas ainda acho q a quantidade está acima do que gostaria.

O restante do dia foi bem e nenhum sinal da velha e conhecida ansiedade que sempre me fazia atacar os doces... o que vai muito de encontro com o que a Dra Paula Cabral diz no livro "Quem disse que comer engorda" onde ela diz que:

"... toda vez que mudamos um leque de opções se abre diante dos nossos olhos. Somos seres ilimitados e o medo é o único sentimento limitante e se deixar-nos dominar por ele, estaremos estabelecendo o nosso próprio limite!"

Então, a você que esta lendo este post, ouse e dentro da sua realidade comece a fazer alguma coisa por você! Comece mudando o rumo da sua própria história tomando o controle pelo menos desta parte da sua vida.

No mais, seja muito feliz!!!


Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...
4. Dia 3: Diário de uma dieta por mim...
5. Dia 4: Diário de uma dieta por mim...

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Dia 4: Diário de uma dieta por mim...

Manha de Inverno
Acordei neste domingo, manhã tipica de inverno... ainda que inverno brasileiro, a temperatura estava em torno de 10 graus e a previsão dizia que a máxima não passaria dos 16.

Imagina o cenário... friozinho enrolada nas cobertas na casa da mãe... sentindo o cheirinho de café fresco vindo da cozinha...

Logo meu quarto estava repleto de gente me tirando da cama, convidando pra tomar café da manhã. Minha irmã querida, meu cunhado enrolado na coberta de pé na porta, meu esposo de cara amassada do meu lado e minha mãe acendendo a luz convidando pro café.

Pode parecer uma tortura ou até desrespeito, mas naquele momento não consegui desassociar de que aquele momento representava o aconchego que somente a família pode proporcionar, agradeci a Deus por estar ali naquele momento.



Bom, apesar de todo romantismo do momento, para dieta isso é muito perigoso... afinal, frio combina com comida, família combina com comida, domingo combina com comida.

Ainda estava envolvida nestes pensamentos quando fui surpreendida por uma omelete fresquinha com queijo branco preparada pelo meu cunhado e que combinava perfeitamente com a caneca de café que tinha acabado de preparar.

Hummm... nem preciso dizer que estava delicioso né? E o melhor comi sem culpa - será que deveria ter sentido alguma culpa nisso?

Depois de muita conversa em volta da mesa, acompanhada do barulho da criançada e do barulho das vozes que disputavam espaço... começamos a pensar no que preparar no almoço.

Enfim, conseguimos almoçar por volta de 2hrs e meu prato foi preparado com arroz, brócoli ao vapor e refogado de abobrinha com pimentões e tomates. 


Após o almoço tomei aquele cafezinho e acabamos embolados nos cobertores pra assistir um filme do Netflix enquanto isso minha mãe estava de volta na cozinha preparando aquele arroz doce quentinho que só mãe sabe fazer e meu marido pra arrebentar trouxe meu sorvete favorito... covardia isso...

Quando vi já tinha pecado e sabe o que é pior? Não me senti culpada, afinal chorar não adiantava, ja tinha comido mesmo... o que fiz foi me concentrar em diminuir a janta pra pelo menos, equilibrar este abuso.

Por volta de umas 7hrs da noite minha filha e minha irmã seguiram pra cozinha e prepararam um caldinho de cebola pra fechar o final de semana com estilo.

Você pode assim como eu pensar que o final de semana só não foi perfeito, pela escorregada na sobremesa, acho que prefiro acreditar que todos os pequenos momentos ainda que os deslizes do dia, fizeram com que ele tenha sido perfeito, sigo a semana firme no propósito me sentindo revigorada pela energia e pelo carinho recebido neste final de semana.

Bóra encarar a 2a feira firme na dieta....


Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...
4. Dia 3: Diário de uma dieta por mim...

Dia 3: Diário de uma dieta por mim...

"I love the person I've become because I fought to become her."
"Eu amo a pessoa que eu me tornei porque eu lutei para tornar-se ela."

Neste caso, eu amo a pessoa que estou me tornando, pois estou lutando por ela, entrei no meu 3o dia de dieta e achei que a esta altura estaria cavando um poço na unha por um doce e não estou, o que é fantástico pra mim.




Como mencionei viajei no final de semana e estava um pouco tensa pois, final de semana na casa de sogra e de mãe geralmente é regado de extravagâncias. Ainda não sabia se iria estar insuportável por não poder comer e se realmente resistiria às tentações comuns deste tipo de evento, principalmente pela passagem do aniversário do meu pai que seria regado a um churrasco.

Bom, de qualquer maneira não teria como evitar então comecei o sábado com o casadinho tradicional do pãozinho com manteiga e leite com café, passei o restante da manhã bem até porque fui ao mercado municipal com minha cunhada comprar umas ervas pra um chá digestivo que ela começou a tomar. Almocei sem nenhuma extravagância de fritura, gordura ou embutidos pois estava guardando energias pro churrasco a noite.

Geralmente quando visito minha sogra, temos o costume de logo após o almoço correr em uma sorveteria tradicional e se acabar com nosso sorvete favorito... bom, desta vez optei por visitar a loja de uma amiga e com tanto bate papo gostoso, nem me lembrei da falta do sorvete.

No final da tarde quando a fominha bateu, invés de comer um pedaço bem servido de língua de sogra como os demais, optei pela banana prata com farinha láctea (visto que não tinha aveia) seguido de um chá com as ervas que havia comprado de manhã: hibisco, cavalinha, cravo, canela e gengibre

Tinha um compromisso com minha irmã na igreja que ela esta frequentando e como mencionei no post anterior, sairíamos de lá direto pra casa da minha mãe onde um churrasco em comemoração ao aniversário do meu pai nos aguardava.

Quando me liberei pro churrasco, comecei a ficar um pouco preocupada pois a fome voltando e nosso próximo destino era direto pra cova do lobo.... churrasco e 10 horas da noite, cheiro de extravagância.

Mas, Deus iluminou minha mãe que, mesmo sem saber da dieta, preparou um brócolis cozidinho no vapor regado com azeite e uma salada de legumes com frango desfiado que, alem de estar divino, com a fome que eu estava, caiu super bem e não me deixou espaço pra cair na linguicinha assada, contra-filé, etc...

Fui dormir tarde naquela noite mas, muito satisfeita pois do churrasco comi apenas um pedaço de coxa de frango desossada sem pele.

A sensação de bem estar foi imensa, não só por estar com a consciência tranquila mas pelo fato de ter conseguido vencer mais este desafio e permanecer firme no propósito.

Dormi preparada pra enfrentar mais um dia....

Veja também:
1. Diário de uma dieta por mim... 
2. Dia 1: Diário de uma dieta por mim...
3. Dia 2: Diário de uma dieta por  mim...

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Dia 2: Diário de uma dieta por mim...


Olga Korbut - Soviet gymnast, the first gymnast to do a backward aerial somersault on the balance beam.
"Não tenha medo se as coisas parecem difíceis no início. Isso é apenas o impressão inicial. A coisa mais importante é não recuar; você tem que dominar-se"

Hoje acordei mais animada que ontem e tive que fazer uma força extra pra não subir na balança... sabe aquela sensação de que pelo esforço que eu já fiz deve ter diminuído uns 3 quilos (pelo menos) na balança hahaha - tá fácil né?

Enquanto me aprontava pro trabalho, lembrei da indicação da nutricionista em tomar o café da manhã antes de sair de casa e sentei 5 minutos com maridão pra tomar café. Sei que o ideal seria um tempo maior mas foi o que consegui hoje.


Chegando no trabalho passei por aquela gôndola malvada de chocolates sem dar muito atenção pra ela e logo que cheguei na minha mesa tomei a decisão: me livrar do estoque extra de chocolates para momentos de desespero.

Nem eu sabia que tinha tanta coisa! Snickers, Twix, Milk Way, M&M's, Starburst... um sucesso!

Passei a manhã bastante energizada com o fato de ter conseguido me livrar das guloseimas da gaveta sem chorar... aí lembrei que o chefe agendou um almoço de comemoração em um restaurante novo em Guararema.

Bom ainda no propósito assumi, hoje fiz a minha primeira escolha baseada na saúde e não na gulodice. Entre a Picanha ao alho, Carré de Cordeiro e outras.... optei pelo Filé de Abadejo com Alcaparras.

Chegamos ao restaurantes acompanhados de uma garoa propícia pra comer aquela feijoada, couve, torresmo hummm... mas tudo isso ficou só nos comentários do caminho, eu estava firme no propósito e comecei com uma saladinha (básico) e terminei a refeição com meu filézinho de peixe e sem sobremesa! Fiquei lá firmona só de olho na galera comendo Petit Gateau.

Pode falar fui forte hoje heim? Lembra que falei que havia reservado o teste da resistência pra hoje?

Pois é se você pensa que a sessão tentação acabou, encara essa... lá pelas 4 horas da tarde quando eu achei que já havia vencido todas as tentações do dia... um pop-up apareceu na tela do computador me lembrando que hoje era comemoração dos aniversariantes do mês e este geralmente é regado por bolo, beijinho, brigadeiro, salgadinhos, refrigerante, chocolates.....

Sabe o que fiz? NADA dei Graças a Deus que o chefe estendeu a reunião até mais tarde e quando passamos pelo que restou da festa, não tinha mais nada que me fizesse quebrar o compromisso que assumi e comer uma gordice.

Passei a mão nas minhas coisas e fui pra casa muito feliz porque consegui vencer alguns leõezinhos no dia de hoje e acredito que de fato "eu consigo!"

Cheguei em casa tomei uma canja de galinha que eu mesma preparei e corri pra fazer o post do meu 2o dia com muito orgulho!

Amanhã tem mais afinal é dia do aniversário do meu pai e pra variar será regado a churrasco na casa da mãe! hahahaha vamos ver como me saio.

Beiju e até amanhã. 
Evandra Marinho

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Dia 1: Diário de uma dieta por mim...


I love you all! I don't care who you are, what you've done, or (to many of you) if we have  actually never met, but I want you to know that I know God has  faith in you. You're still around right? There must be something in store :) you are worth something in His eyes. So keep on keepin' on my friends!!! <3
"Nunca desista de ninguém. E isso inclui nunca desistir de você mesma!"

Comecei meu dia encarando um dos vilões das mulheres: a balança; em seguida tirei uma daquelas fotos de frente ao espelho horrível, de lingerie, sem cinta, sem encolher a barriga, aff  "aquela" foto... com certeza entrou na lista das fotos que ninguém terá permissão de ver NUNCA.

Tirei medidas da cintura, quadril, busto, braço esquerdo e coxa direita - encarei os números e dei mais uma olhada no espelho... respirei fundo enquanto encarava a imagem de mim mesma o sentimento de fracasso voltou...

Quando estava quase a ponto de desistir antes mesmo de começar, me lembrei do compromisso que assumi ontem com este post e da frase de um dos tantos livros bons que já li,

"Quem disse que comer engorda" da Dra Carla Cabral que diz:

 "Milagres não existem... o que existe é decisão de mudar e as mudanças só acontecem quando não nos sentimos agredidos" ou seja a mudança tem que partir de nós mesmas o mais natural possível pra funcionar!

Falando um pouco sobre isso;
Quantas vezes já ouvimos conselhos sobre como é a melhor maneira de emagrecer? Já percebeu que na maioria das vezes ou vem de uma magricela que consegue comer muito e não engorda (detesto) ou de uma outra gordinha simpática... é incrível como toda gordinha é expert em dieta...  me pergunto quantos conselhos ouvimos e porquê nunca nos decidimos...  acho que lá no fundo nós acreditamos ser capazes de tomar a decisão sozinha e não queremos ver outros decidindo quando é a hora perfeita para nós de mudar e emagrecer.

Bom neste momento me vi mergulhada em pensamentos filosóficos e voltei a realidade afinal se não correr perco fretado. Corri pra cozinha e preparei um lanche pra tomar café no trabalho porque já não tinha mais tempo pra tomar em casa e se eu não fizer isso a fome vai chegar com certeza e, vou correr na cantina e encarar no mínimo um pão de queijo.

Fiz um lanche de pão de aveia e linhaça da Wickbold com requeijão, peguei um copo de leite desnatado, uma mexerica ponkan e corri senão iria perder meu fretado.

Logo que cheguei no trabalho, de cara me deparo com uma gôndola de Snickers bem no meio do escritório (não sei se mencionei mas trabalho numa fábrica de chocolates), pois é os chocolates já estavam lá outros dias mas hoje, parecia ter uma luz piscante me avisando o quão saboroso ele é e pra ficar melhor, ainda estavam acompanhados de um anuncio dizendo "você não é você quando está com fome!"  pode?


Bom, faminta eu estava mesmo, então decidi desviar o olhar, buscar forças e seguir focada pra minha mesa dizendo pra mim mesma "Eu consigo".

Primeiro desafio vencido, comi meu pãozinho com requeijão e leite desnatado que havia preparado perto das 8:15 e consegui me manter bem e pensar em comida só meio dia quando fui almoçar. Já no refeitório, procurei evitar os alimentos que sabemos serem os proibidos tipo as frituras, os embutidos, os gordurosos, além de refrigerante e sobremesas. Quando estava saindo, passei a mão numa maça pro caso de fome a tarde e voltei ao trabalho.

Geralmente depois do almoço tem sempre alguém com chocolate na gaveta (quando eu mesma não tenho) além daquela gôndola exposta no meio do escritório... isso é uma tentação, chega ser desumano. Hoje porém nos momentos restante do meu almoço preferi me dedicar ao blog e com isso não comi nenhum chocolate YES!!

Passei a tarde bem, sem aquela sensação de ansiedade e desejo por doce como geralmente acontece e só por volta de umas 3 da tarde tive desejo de comer algo e lembrei daquela ponkan que peguei de manhã antes de sair de casa e não é que funcionou? A tarde foi bem mais calma que imaginava em termos de ansiedade e consegui chegar em casa as 6 horas sem estar desesperada qualquer coisa mastigável que encontrasse.

Ta certo que maridão já tinha preparado uma torta de frango que estava saindo do forno quentinha e não resisti... mas era cedo e quero deixar o teste de resistência pra amanhã.

Gostaria de ter caminhado hoje mas não tive forças. Ainda não sei onde esta jornada vai me levar mas de uma coisa estou certa, não vou ficar parada olhando a vida passar e esperando que alguém tome a decisão que só cabe a mim tomar!

Boa noite e até amanhã!

Diário de uma dieta por mim...

Red Black and White | 25 comments to “Black and white photos with red roses!”
Foi aí que uma ideia brilhante apareceu! Vou juntar as energias das coisas que gosto de fazer tipo escrever aqui versus todas as frustrações que tenho de experiências anteriores fracassadas e fazer algo muito legal! Sabe a brincadeira do limão e da limonada??
Acabei de completar 41 anos e pra variar entrei na neurose básica do: to gorda, to velha, to gorda, to velha, ai ai sou uma velha gorda ou uma gorda velha??? 

Pronto, bastou, quando vi já estava praticamente deprimida enfiada num pote de açaí com leite condensado! Ótima solução né??

Neste momento lembrei da divertida  personagem dos Incríveis "Edna Mode" que diria: "peraí" mulher, você tem que ser melhor do que isso, levanta e vai fazer alguma coisa! 

Decidi, vou retomar a dieta e mudar de vida, ano que vem no meu aniversário de 42 anos não estarei mais nesta situação! Mas primeiro, deixa eu terminar este açaí pra começar a dieta amanhã de manhã. Vixi, amanhã vou receber gente aqui pra comemorar meu niver e comer bolo... ops! 

Haha, brincadeiras a parte, foi bem isso que aconteceu e em seguida fui absorvida por uma enxurrada de péssimas memórias de todas as vezes que tentei fazer dieta e de todas as outras coisas que não deram certo... Pior, porque vou começar dieta agora se vou viajar em poucas semanas e engordar tudo de novo. 

Afff nem eu aguentei tanta lamentação...


Então resolvi fazer um "Diário de uma Dieta by me " assim além de ter um post novo a cada dia compartilhando com vocês as dificuldades da própria dieta, as neuroses, as enormes dificuldades de fazer dieta viajando aos Estados Unidos... aproveitando pra mostrar os lugares incríveis de uma perspectiva diferente junto com as opções super legais de comida que posso e não posso nessa fase com vocês!

O que acha, ta afim de embarcar nesta comigo? #animadíssima 
Super Beijuuu

domingo, 28 de junho de 2015

Tempo uma dádiva de Deus!


Awesome post on time management with 5 steps that will change your life.  Also includes a free printable goal setting worksheet!
"Tempo é o que mais queremos mas, o que menos usamos."

Estive pensando muito nesta frase ultimamente e me lembrei de um texto lindo não sei se muito conhecido e decidi compartilhar com você!

"Imagine que você tenha uma conta bancária e recebe um valor de R$ 86.400,00 pra fazer o que bem quiser no prazo de 24 horas. Você só tem 1 regra, tem que gastar o máximo que conseguir e não será permitido transferir saldo pro dia seguinte.

O que você faria se soubesse que a noite o saldo seria zerado mesmo que você não tenha conseguido gastar tudo...

Acredito que assim como eu você tentaria gastar cada centavo deste preciso dinheiro até não restar mais nada.

E se eu te dizer que todos nos temos uma conta neste banco e a cada manha recebemos 86400 para gastar como bem quisermos?

Pois é, este banco se chama VIDA e este saldo se chama TEMPO.

Deus nos dá este presente todas as manhas onde credita para cada um de nós 86400 segundos... 
Todas as noites este saldo é debitado independente se foi ou não e de como foi utilizado. Não é permitido levar saldo pro dia seguinte até porque todas as manhas o saldo é reiniciado assim como todas as noites as sobras do dia são evaporadas. 

Não há volta para o tempo que não utilizamos... Precisamos gastar VIVENDO no presente o nosso saldo diário! Investindo naquilo que for melhor, na saúde, na felicidade, no sucesso...

O tempo está correndo! Faça o melhor para o seu dia-a-dia.

Quer saber o valor de uma vida? Pergunte a quem recebeu um milagre a beira da morte.
O valor de um ano? Pergunte ao estudante que repetiu de ano.
O valor de um mês? Pergunte a um editor de um jornal semanal.
O valor de uma hora? Pergunte aos amantes que esperam ansiosos pra se encontrar.
O valor de um minuto? Pergunte a pessoa que perdeu o trem.
O valor de um segundo? Pergunte a pessoa que evitou um acidente.
O valor de um milissegundo? Pergunte ao atleta que recebeu medalha de prata nas olimpíadas.

Valorize cada momento que você tem, divida com alguém especial, especial o suficiente pra decidir gastar o seu tempo com você.

Lembre-se que o tempo não espera por ninguém e nunca volta atrás por nenhum motivo.

O passado é história!
O futuro, um mistério!
O presente é uma dádiva de Deus por isso se chama presente!"

Aproveite cada segundo do seu dia e seja muito feliz!

sábado, 20 de junho de 2015

Retomando projetos inacabados.


Quando levantei da cama hoje, levei um susto pois tropecei em uma lista gigante, quando parei pra olhar de perto vi que estava escrito: "Projetos Inacabados de Evandra Marinho"

Comecei a olhar mais de perto pra ela e vi muita coisa legal lá dentro, coisas que eu queria ter feito e não fiz, coisas que gosto de fazer e não faço, coisas que comecei a fazer e não terminei e nem sei porquê.

Como não percebi que eu tinha esta lista? Me lembro de ter tido boas idéias mas nunca parei pra pensar o que aconteceu com elas até esta manhã...

Aí me pergunto, quantas vezes você assim como eu teve uma SUPER ideia, ficou super empolgada com ela e, nada. De repente um belo dia você olha pra trás e se dá conta de que nem percebeu que ela entrou na lista!

Passei o dia pensando, porquê tantas coisas legais estão lá, se eram legais, porquê eu mandei pra lá ou ainda, eu não queria que tivessem lá, como faço pra resgatar?

Albert Einstein disse algo do tipo: "Problemas nos quais nos deparamos hoje não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos no momento em que foi criado!" tomei a liberdade de alterar a palavra "problema" e usar "projetos ou ideias" no lugar.


Por isso, decidi não me frustrar por não ter terminado aqueles projetos, e decidi criar um novo projeto agora mesmo, mas desta vez com objetivo. Te convido a fazer o mesmo, a parar um minuto o que você esta fazendo e se possível,

Em uma folha de papel ou no seu tablet, ipad, celular (o que for melhor) comece a listar todas e quaisquer coisas que aparecerem na sua cabeça tipo:
    • coisas pendentes pra fazer 
    • coisas que não pode esquecer 
    • lugares pra ir
    • livros pra ler
    • ligações pendentes (aquela pra sua mãe ou melhor amiga)
    • projetos inacabados que se lembrar
Agora reveja a lista e transfira pra 2 colunas ou folhas/pastas separadas
  1. coisas rápidas que podem ser feitas logo e não demandam muito esforço tipo lista de tarefas, coisas que não posso esquecer... 
  2. possíveis projetos ou coisas que demandem um tempo maior a ser feito
Escolha no meio dos projetos pelo menos 1 coisa que seja atingível na sua realidade de hoje e retome-o só que desta vez comece com um objetivo em mente tipo: "quero fazer um cachecol pra usar neste inverno" ao invés de "quero aprender a tricotar"

Quando revisitei a minha lista, encontrei um dos meus melhores projetos, este Blog. Resolvi retomar mas desta vez com o objetivo de criar um post novo ainda este final de semana :) aqui estou eu...

Espero e desejo que façam o mesmo. 

domingo, 25 de janeiro de 2015

Qual a diferença entre os cabelos ondulados, cacheados e crespos?

Uma das dúvidas que me surgiu quando comecei o processo de transição na volta ao uso dos cachos foi qual a diferença entre os tipos de cabelos.

Eu não gosto de fazer as coisas por fazer, gosto de aprender o porque das coisas e fiz algumas pesquisas a respeito e quero compartilhar com vocês como prometido no meu post anterior "Curioso, energizante e apaixonante mundo novo das cacheadas".

Bom tecnicamente falando, a forma do nosso cabelo é determinada através do formato do bulbo capilar (raiz do cabelo), que recebemos geneticamente dos nossos pais. A diferença entre os tipos de cabelos está relacionada com o grau de ondulação ou curva elíptica de cada tipo de cabelo, que pode ser de levemente elíptica (liso ondulado) até muito elíptica (crespo). 


Então dito isso, cabelo liso não tem curva, ondulado tem curva leve, cacheado tem curva mediana e crespo tem curva acentuada. Seguindo essa lógica, podemos ter vários tipos de ondulações que vão determinar o tipo do nosso cabelo. Pra facilitar esta identificação os tipos de cabelo foram separados em tipos e densidades.

Tipos: 
1 - Liso, 2 - Ondulado, 3 - Cacheado ou 4 - Crespo / Afro

Densidade: 

A - Fino, B - Médio ou C - Grosso

Quando estava pesquisando achei umas coisas bacanas no blog da Joyce Nunes que podem te ajudar bastante, vou tentar resumir um pouco aqui:


Vou explorar rapidamente este tipo de cabelo pois o foco deste post é sobre cachos e ondulações. Basicamente este tipo de cabelo é "reto" sem curvas da raiz até as pontas, mais conhecido como cabelo "escorrido". Ainda assim, como mencionei possuem variação na densidade do fio por isso encontramos diferentes tipos de cabelo liso como a foto acima.


  • 1A (Liso e Fino): É pouco encorpado geralmente brilhante e tende e ser grudado na cabeça. O termo escorrido se aplica bem a este tipo de cabelo pois é facilmente identificado por não segurar nada, daí o termo "escorrido" - tente colocar um grampo, em poucos segundos escorre do cabelo.
  • 1B (Liso e Médio): É mais encorpado que o anterior e tem bastante volume. Este tipo de cabelo é menos escorrido e além de conseguirmos prender de vez em quando ele é mais maleável e permite modelagem.
  • 1C (Liso e Grosso): Pela densidade grossa, é mais pesado e difícil de modelar. Facilmente identificado nas cabeleiras orientais ou indígena.


Os cabelos Ondulados e Cacheados são confundidos pois o ondulado é um tipo de cacheado. A diferença está no tamanho na textura e na densidade dos cachos. 

Este tipo de cabelo possui raiz lisa e curvas leves (onduladas) no tipo de "S". Parte das características e que podem aumentar ou diminuir a ondulação dependendo da umidade no ar, sendo mais suscetível ao frizz.




    2A (Fino e Ondulado): Este tipo de cabelo é quase liso e possui pouco volume, sendo fino é de fácil modelagem podendo ser facilmente confundido com o tipo 1 ou com o tipo 3. Basta uma escova, um secador e 5 minutos terá cabelo liso ou um pote de gel ou creme de pentear e 5 minutos amassando que voilá terá cachos perfeitos.



    2B (Médio e Ondulado): Ao contrário do tipo anterior este cabelo não é tão fácil de ser modelado e possui mais volume. Suas mechas geralmente formam um "S" perfeito mas, os fios deste tipo são mais ásperos e rebeldes e tendem a ter mais frizz.




    2C (Grosso e Ondulado):  Este cabelo possui ondas mais intensas e já começam a formar cachos. Por ter maior volume e raízes lisas, não ficam grudados na cabeça e se não for estilizado/modelado pode dar um ar de sem definição ou desajeitado. 








    Por mais que os tipos 2B e 2C já sejam visto como cacheados, na verdade é aqui que o cabelo cacheado começa e a divisão do cabelo crespo se confunde. 

    O cabelo tipo 3 já forma cachos em espirais bastante definidos que chegam parecer "molinhas" que se formam desde a raiz até as pontas (geralmente). A maioria das mulheres que se enquadram no tipo 3A e 3B nasceram com fios lisos que foram se formando ao longo do tempo.

    Quando este tipo de cabelo é bem cuidado é macio e cheio de vida mas requer maior atenção. Mudei a definição nas fotos abaixo para facilitar a identificação com seu tipo de cabelo:



    3A (Cachos Soltos): Possui um cacho perfeito largo e regular que até parece ter sido modelado. O tipo do fio é leve e seus caracóis são abertos e pesados, dá pra abusar dos modeladores pois este tipo de cacho tende a não perder o formato facilmente.




    3B (Cachos Apertados): Os cachos são menores de tamanho e com maior definição (espiralados) o que deixa o cabelo mais volumoso. Consequentemente fazer uma escova vai dar mais trabalho. A partir desse tipo de cabelo as pontas tendem a ficar mais secas, com mais frizz e requer um pouco mais de hidratação pois a oleosidade natural do couro cabeludo tende a não chegar as pontas dos cabelos.

    3C (Cachos Super Apertados): Aqui que começa a confusão entre o cacheado e o crespo pois este tipo de cabelo possui uma textura mais grossa - o que não é regra pois pode haver texturas finas e frágeis neste tipo de cabelo também. 

    Basicamente o que diferencia este cabelo e o tipo crespo é que ele continua com o formato de espiral mesmo quando penteados, mas com a característica de armar bastante depois de seco. Seus cachos tendem a ficar grudadinhos uns nos outros porém com o formato bem definido. 

    No blog da Joyce Nunes ela dá um conselho bacana pra este tipo de cabelo:

    "Para que os cachos sempre fiquem bonito, o ideal é só penteá-los depois do banho, com o cabelo úmido e protegido por um belo creme para pentear específico para este tipo de cabelo. Depois de secos, esqueça a escova ou o pente, pois ele só irá desmanchar os cachos e armar a cabeleira! Se acordar com os cachos murchos e indefinidos, é legal usar um spray para pentear específico para cabelos cacheados e amassar as madeixas novamente. Os cachos ficam perfeitos, como se o cabelo tivesse sido recém-lavado!"


    Este tipo de cabelo também é conhecido como Afro, principalmente em mulheres de origem Negra (Afro Descendente - daí o nome "Afro"). A predominância desse fio é ser similar a forma do "parafuso" e por crescerem paralelamente à raiz. 

    Uma curiosidade é que eles chegam perder 75% do seu tamanho real quando secos. Importante salientar também que por conta da textura dos fios, a oleosidade natural do couro cabeludo não consegue percorrer toda a extensão do cabelo o que os torna mais secos e frágeis.

    Hidratação e Umectação são essenciais pra ajudar manter o brilho e a macies dos fios.


    4A (Crespos e Macios): Parecido com tipo 3C mas com textura mais grossa. O cacho é super estreito, quase imperceptível, parece umas "molinhas" de tão definidos. Quando esticado fica no formato de "S". Recomenda-se muita hidratação, evitando lavar todos os dias pra não retirar a oleosidade natural dos fios.    
    4B (Crespos e Secos): A mecha deste tipo quando esticada fica no formato de "Z" bem definido e frágil.

    Recomenda-se pentear utilizando pente de dente largo mas evitar fazê-lo a seco, deve-se usar de condicionadores potente antes de penteá-los pra minimizar possíveis quebras.

    Para estilizar prefira a utilização de pomadas ou se possível, leites e manteigas específicas para este tipo de fio por ser mais hidratantes.





    4C (Crespos e sem forma): Este cabelo possui o formato "Z" quando esticado mas intercala com fios sem definição de formato por sua característica de crespo e de cachos muito pequenos (se tornando imperceptíveis as vezes). 

    As recomendação são bastante similares com as do 4B mas é preciso incrementar com umectação de óleos vegetais e ampolas.



    Esse é um dos tipos mais secos pois a oleosidade natural praticamente não atinge a raiz dos cabelos e recomenda-se evitar muitas lavagens. Quando lavar os cabelos procure selar com óleos naturais para segurar a hidratação por mais tempo. Para finalizar prefira produtos super hidratantes e mais pesados como os cremes e manteigas pois além do volume esse tipo de cabelo tende a "nascer pra cima", ou seja, ficar naturalmente armado.

    Legal salientar que estas informações como comentei acima, tiveram origens diversas, como resultado de várias pesquisas que fiz, dentre elas algumas fontes foram o método André Walker System, alguns videos e materiais da Lorraine Massey (Deva Curly), o blog da Joyce Nunes, entre outros.

    Um beiju enorme e espero que algumas das informações sirva de aprendizado e lhe ajude a usar e abusar das madeixas e cachos maravilhosos.

    Até a próxima.

    quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

    Curioso, energizante e apaixonante mundo novo das cacheadas.

    Desde que me reencontrei e fiz as pazes com meus cachos, fiquei encantada com este mundo das encaracoladas, cacheadas, crespas, etc. Percebi que não sabia nada a respeito do meu cabelo, sempre lavei meu cabelo com qualquer shampoo e enxaguei com qualquer condicionador, aí quando algumas amigas do trabalho me procuraram - que também assumiram seus cachos a bem mais tempo e que são lindas por sinal - algumas perguntas bem simples começaram a surgir do tipo:

    • que shampoo você usa?
    • você adotou o no poo ou o low poo?
    • qual o seu tipo de cabelo?
    • você é encaracolada ou cacheada?
    • como você finaliza o seu cabelo?
    • que tipo de hidratação você usa?

    Confesso que fiquei perdida no começo mas ao mesmo tempo apaixonada por este universo que desconhecia totalmente. Até que me disseram que o meu cabelo entraria num processo de transição mas o importante era que eu respeitasse esta fase e que entrasse em alguns grupos de comunidades pra me familiarizar a respeito e o importante era não desistir...


    Eu pensei: Opa! Calma, pára tudo! Eu sei que estou num processo de reencontro, mas como assim, que história é essa de que o meu cabelo vai entrar num processo de transição??? 

    Porque até onde eu sabia, eu só tinha decidido saber quem eu era e parei de escovar os cabelos e disse adeus as progressivas, não sabia que estava iniciando um novo processo! Bom, sou curiosa e comecei a procurar mais na internet a respeito do assunto e quero aproveitar e começar uma série de postings sobre tudo isso.

    Vou começar compartilhando algumas das respostas que eu encontrei no meio do caminho.

    1. Qual a diferença entre os cabelos ondulados, cacheados e crespos?
    2. Qual a importância do tipo de shampoo usado pra cabelos encaracolados, cacheados e crespos?
    3. Qual a diferença entre No Poo e Low Poo?
    4. Qual o meu tipo de cabelo e como você pode descobrir o seu?
    5. Por que finalizar o cabelo é tão importante para nossos cachos?
    6. Qual o melhor tipo de hidratação pro meu tipo de cabelo?
    7. Todo cabeleireiro é igual, se ele é bom com cabelo liso será bom com cabelo cacheado?
    8. Porque uma amiga encaracolada, cacheada ou crespa é tão importante?
    9. Qual a influência do cabelo no meu humor?
    10. O que aprendi com tudo isso, quais os perigos deste processo?

    Vou criar posts separados para cada pergunta acima, porque merecem um espaço maior pra fazer a diferença que gostaria que fizessem, então, conforme as matérias forem ficando prontas vou atualizando este post com os links pra facilitar as futuras leituras.

    Beiju enorme e até breve!

    quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

    Coisas que não deixo de fazer quando estou em New York City!

    Estou amando a experiencia de escrever aqui no blog e estava pensando numa maneira de criar uma rotina de posts pra não ficar perdida buscando inspiração sobre o que eu deveria escrever.

    Resolvi então aderir a modinha das listas até porque segundo meu perfil MBTI sou uma ESFJ e uma das características desse perfil é gostar de lista e eu sempre que posso tenho uma lista as mãos, tipo lista de supermercado, To-do list pras atividades de trabalho e Wishing list pra viagens.

    Por falar em lista e viagens, minha primeira lista aqui no blog será de coisas que não se pode deixar de fazer em New York City.



    Como eu geralmente vou a trabalho, chego aos domingos e tento aproveitar o máximo tudo já no primeiro dia, descansar é para os fracos como diria minha amiga Érica Vieira - pelo menos em NY. Bom o que faço geralmente é:

    1. Chegar de viagem, jogar as malas no chão, trocar os sapatos e varrer as ruas de NY até escurecer a ponto de não enxergar 1 palmo adiante do nariz e o pé criar calo.
    2. Sentar nas escadarias do Metropolitam Museum comendo uma rodela de Pretzel ou tomando Hazelnut Coffee do Dunkin' Donuts.
    3. Entrar e sair de todas as lojas que encontrar: Forever 21, Macys, H&M, Zara, Sephora, MAC, Disney, M&M´s Store, Hard Rock Café, Vitória Secrets , etc.
    4. Tomar todos os Hazelnut Coffee que encontrar no caminho.
    5. Almoçar ou jantar no Red Lobster da Time Square.
    6. Voltar pro hotel com o braço marcado pela tira das sacolas
    7. Largar as sacolas no sofá e tomar um banho de banheira com água ate o nível máximo e extremamente quente - pode ser banho de ducha se preferir.
    8. Se jogar na cama e torcer pra acordar no horário de ir ao trabalho no dia seguinte.
    Geralmente nos dias seguintes estou no trabalho e além de me embebedar com cafés Flavia da Mars, eu procuro comer em restaurantes próximos ao trabalho ou ao hotel com os amigos, ir ao Shopping Mall, etc...  

    Bom como nas próximas semana estaremos eu, minha filha Alice e minha sobrinha Dani passando alguns dias em NYC, e como vai ser a primeira vez delas, eu prometo atualizar o blog semanalmente com várias dicas ou relatos de momentos fabulosos que teremos.

    Então um beiju meninas e até a próxima - lá de New York City / USA 

    segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

    Bóra ser feliz em 2015?

    Eu sempre senti como que tinha que mudar alguma coisa na minha vida mas não sabia o que era... até porque sempre achei que não tinha o direito de reclamar de nada, toda vez que parava pra pensar nisso me lembrava de todas as bençãos que Deus derrama sobre minha casa e minha família e não me sentia no direito de reclamar... 

    Alem das bençãos que reconheço na minha vida pessoal o meu trabalho é quase que um privilégio, além de me proporcionar o contato com pessoas espetaculares, num ambiente agradável, me possibilita fazer o que gosto e ainda me disponibiliza chocolates quase o tempo todo (talvez a pior parte).

    Tenho uma amiga de trabalho Miriam Cândido que sempre comenta que causa uma certa inveja aos amigos quando comenta que o privilegio de chegar as 8 da manhã sentindo cheiro de chocolate é indescritível! Sabe que nunca havia parado pra pensar nisso? 

    Outro dia estava chegando no trabalho amassada depois de passar quase 1 hora dormindo no fretado... e senti um cheiro de caramelo que foi se misturando com cheiro de chocolate derretido hummmm, na hora eu me lembrei da Miriam e finalmente entendi o que ela disse.

    Além do cheirinho ser bom nada se compara ter um chocolate a mão toda vez que aquela necessidade feminina de comer um chocolate aparece.... a balança cobra isso com juros depois mas...

    Voltando ao assunto da necessidade de mudança.

    Pensei comigo mesma: se eu sei que tudo está tão bem então porque sinto como se faltasse alguma coisa? O mais engraçado é que sempre achamos que falta alguma coisa - aí pegamos o cartão e corremos ao shopping, mas o que eu percebi é que no meu caso sobrava coisas, pior que não estou falando das gordurinhas a mais, to falando de coisas que não me pertencem mas são de outras pessoas e não to falando da vasilha tupperware da sua mãe nem do casaquinho da amiga não!

    No meu caso eu percebi que mesmo intencionalmente eu carrego coisas que não me pertencem. Vi como tem muita coisa dos outros em mim e na minha vida e quase nada de mim mesma, quase nada do que eu quero ou do que eu acredito! 

    De repente olhei no espelho e pensei: quem é você? quais as coisas que te fazem feliz? que tipo de roupa você gosta? como você gosta do seu cabelo?

    Bom, como estou aqui pra compartilhar experiências, a primeira coisa que fiz foi mudar a imagem do espelho e deixar de arrumar meu cabelo de acordo com as regras dos outros e voltei as raízes voltei a ter cabelos escuros como sempre foram e assumi os meus cachos. (já comentei isso no outro post mas queria dizer porque mudei).

    Estou muito bem comigo mesma, me sentindo mais forte, decidida, estou amando a experiência. Mas fico pensando em que momento deixei de ser eu, de viver as coisas que gosto, de usar o cabelo como sempre usei e vi que foi quando passei a cuidar da vida dos outros.

    Já viu como geralmente sabemos TUDO da vida dos outros? Menina se brincar sabemos mais dos outros do que eles mesmo kkkk, como é gostoso cuidar da vida dos outros, dar palpite na vida alheia, sabe qual o problema disso? Paramos de olhar para o que realmente interessa... a nossa vida. E pior, esquecemos que os outros também gostam de cuidar da vida alheia e dessa vez eles podem estar cuidando da nossa vida... ou seja, se eu não cuido da minha vida pra cuidar da dos outros e outros não cuidam da vida deles pra cuidar da minha.... vixi!

    Faça as pazes consigo mesma, com suas origens, suas raízes, com Deus. Não deixe que o mundo, as modinhas ou que os outros ditem as regras da sua vida e a da sua família. Seja quem você é e peça a Deus discernimento para entender qual a vontade Dele na sua vida e aproveite tudo aquilo que Ele preparou para você e seja MUITO feliz!  

    Então... topa o desafio? em 2015, bóra ser feliz consigo mesma?